Início da oficina literária ‘Conheça Santos por meio da Literatura’

A partir do dia 9 de maio, o jornalista e historiador Alessandro Atanes, autor do livro “Esquinas do Mundo: Ensaios sobre História e Literatura a partir do Porto de Santos”, promove no Fórum da Cidadania a terceira edição da oficina “Conheça Santos por meio da Literatura”. O objetivo da oficina é reunir interessados em escrever sobre a cidade e, como nos anos anteriores, produzir um livro artesanal com os textos dos participantes. A oficina acontece às quintas-feira, das 19h30 às 21h30. O Fórum fica na Estação da Cidadania, na Avenida Ana Costa, 340.

A novidade do ano é que cada participante poderá escolher os módulos que mais interessam, garantindo assim o envolvimento de cada um, como se cada módulo fosse um grupo de estudo sobre o tema. As inscrições podem ser feitas na sede do Fórum ou pelo telefone 32212034. Mais informações sobre esta e outras oficinas pelo e-mail contato@forumdacidadania.org.br.

Os textos realizados durante as edições anteriores da oficina foram publicados nos livros artesanais “Santos revisitada Vol. I” e “Santos Revisitada Vol. II”, feitos com capas de papelão produzidas pelos próprios participantes. Os livros foram editados por meio de parceria entre as editoras artesanais Estação Catadora e Sereia Ca(n)tadora. Abaixo, a programação:

– Módulo 1 – Introdução ao tema: questões gerais sobre o estudo das relações entre História e Literatura
– Módulo 2 – O ciclo da literatura de identidade portuária
– Módulo 3 – O horror vem pelo porto
– Módulo 4 – Imigrantes na cidade: As travessias e destinos dos personagens na literatura portuária entre Portugal e Espanha e os portos de Santos e Buenos Aires
– Módulo 5 – Os poemas de chegada: o que escreveram sobre Santos escritores que chegaram ao Brasil pelo porto da cidade
– Módulo 6 – Mas o que narram aqueles que ficam?: as imagens poéticas de autores que viveram ou vivem em Santos
– Módulo 7 – A geografia literária da cidade portuária: as ruas da cidade de Santos em mapas do território da ficção portuária desenhados a partir dos itinerários e movimentos dos personagens da ficção
– Módulo 8 – Literatura e cinema I: a narrativa cinematográfica do poema Fugindo ao cativeiro, do livro Poemas e Canções (1908), de Vicente de Carvalho.
– Módulo 9 – Literatura e cinema II: os portos da aventura.
– Módulos 10 – Literatura contemporânea, o cenário de Santos.
– Módulo 11 – Novos nomes da poesia e narrativa de Buenos Aires, Montevidéu e Lima.
– Módulo 12 (20/07) – Considerações finais sobre a literatura produzida em Santos ou sobre a cidade, relacionando os textos produzidos na oficina com as obras analisadas durante os módulos.

Ao longo da oficina, os participantes irão elaborar textos sobre a cidade, ficando o gênero à escolha de cada um, contribuindo para a criação de conhecimento sobre a cidade. No caso de professores e outros profissionais que lidam com o público, a produção poderá se focar na preparação de material paradidático. Os participantes poderão escolher três opções de produção textual: a. Criar uma ficção (poema ou narrativa curta) que narre a ação de um ou mais personagens durante um percurso pela cidade; b. Análise de um dos textos comentados durante as oficinas; c. Preparação de material paradidático e/ou ensaístico sobre um ou mais textos comentados durante a oficina e/ou sobre a relação entre os textos e as questões sociais da cidade.

Alessandro Atanes. É mestre em História Social pela Universidade de São Paulo com a dissertação “História e Literatura no porto de Santos: o romance de identidade portuária Navios Iluminados” (2008), sobre como o ambiente portuário é descrito pela ficção deste romance de 1937 escrito por Ranulpho Prata e sobre como ela se relaciona com textos de outros escritores sobre o porto de Santos, como Pablo Neruda, Elizabeth Bishop, Blaise Cendrars e Jorge Amado, entre outros. Possui especialização em História e Historiografia e graduação em Comunicação Social pela Universidade Católica de Santos (1995). Premiado pelo Fundo Municipal de Cultura de Santos, publicou no início de 2013 o livro “Esquinas do mundo: Ensaios sobre História e Literatura a partir do Porto de Santos”.

A partir de sua pesquisa, o autor escreveu o texto-base e as composições do espetáculo “Rota Literária: um passeio poético pelo porto de Santos”, encenado em uma escuna que cruza o canal do estuário. É colunista do site Portogente desde 2005, onde produz semanalmente textos sobre as relações entre História e Literatura, e um dos criadores e editor do blog Revista Pausa, de literatura e artes.

Em agosto de 2011, apresentou no Sesc Santos a conferência “Porto – Um Portal Poético. O tema do mar e da viagem na poesia ibero-americana a partir do porto de Santos” com traduções de Roberto Bolaño, Antonio Cisneros, César Vallejo, Carlos Oquendo de Amat, Javier Heraud, Óscar Limache e José Agustín Goytisolo, sempre com o mar e as viagens como tema, dos quais três foram escolhidos para serem impressos nos guardanapos do Sesc usados durante a Bienal de Dança em setembro. Será lida ainda uma nova versão para o poema “Santos Revisitado (1927-1967)”, de Pablo Neruda (Chile), que fala de sua passagem pelo Porto de Santos.

É o autor das traduções para o português de “Voo de identidade”, do poeta peruano Óscar Limache, e de “À espera do outono” e “Viagens imaginárias”, ambos em um único volume, do também peruano Javier Heraud, publicadas em edição artesanal pela editora Sereia Ca(n)tadora. Servidor público do município de Cubatão, atua no Departamento de Imprensa da Prefeitura.

*Alessandro Atanes

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s