Espetáculo santista presta homenagem a Paulo José

01

A trajetória do ator e diretor Paulo José ganha um espetáculo teatral de produção santista. O ator e dramaturgo Bruno Fracchia leva aos palcos o monólogo “Algumas Histórias”. A produção estreia de 3 a 6 de maio, no Teatro Municipal Brás Cubas, em Santos, com ampla programação. Contemplado pelo Programa de Ação Cultural (ProAC), do Governo do Estado, o monólogo teve pré-estreia de sucesso na cidade de Barueri, nos dias 19 e 20 de abril.

A turnê inclui litoral e interior do Estado, além da Grande São Paulo. Em Santos, os quatro dias de programação acontece no Teatro Braz Cubas (Av. Pinheiro Machado, 48/Santos). Os ingressos custam R$ 20 a inteira. Na compra antecipada, todos pagam R$ 10. A venda antecipada acontece no próprio Teatro Municipal e no Centro Europeu (Rua Timbiras, 7/Santos).

Entre sexta-feira e domingo (3 a 5/mai), o espetáculo será apresentado sempre às 21h, sendo que, no dia 5, haverá uma sessão extra às 17h. No dia 4/mai, às 16h, haverá a mesa redonda “A importância de práticas artísticas para portadores de deficiência”, com Waldir Côrrea (Grupo Viva a Vida de Teatro para Afásicos), Cláudia Rodrigues (Grupo Lótus – Associação Parkinson da Baixada Santista) e Tina Cruz (Trup TriArte), sob mediação de Ana Carolina Ramos. No dia 5/mai, às 20h, segue uma apresentação de dança em cadeiras de rodas. Já, na segunda-feira (6/mai), o Coral do Lar das Moças Cegas e apresentação do espetáculo exclusiva para ONGs, e, às 20h, a peça ‘Algumas Histórias’ será apresentada para escolas de teatro.

02

Algumas Histórias. É inspirado no livro Memórias Substantivas, de Tânia Carvalho. O espetáculo tem interpretação de Fracchia, com direção de Paula D’Albuquerque, e leva aos palcos a vida e obra de Paulo José, compartilhadas com o público por um contador de histórias. Por meio de músicas, vídeos, narrativas e pequenos diálogos, este contador fala de um encontro de gerações entre artistas que têm em comum o amor aos palcos.

A peça também traz ao público a convivência de Paulo José com o mal de Parkinson. Diagnosticado com a doença há 20 anos, o ator e diretor perseverou e seguiu com a carreira artística na televisão, no cinema e no teatro.

O espetáculo tem apoio do Governo do Estado de São Paulo, Secretaria de Estado da Cultura, por meio do Programa de Ação Cultural (ProAC), Prefeitura Municipal de Santos, por meio do Fundo de Assistência à Cultura (3º Facult), Universidade Santa Cecília, Kokimbos e Centro de Documentação da TV Globo.

*Márcio Garoni/Fotos: Dino Menezes

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s