Teatro Coliseu segue de portas fechadas por 1 ano

01

O Teatro Coliseu, em Santos, fechará as portas para os espectadores por, no mínimo, um ano. A decisão foi tomada pela Prefeitura após o resultado de uma vistoria na manhã do último dia 5 pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas. A principal causa é o sistema de ar condicionado, que conta com duas torres de refrigeração com cerca de 50 mil litros de água e a área externa da tubulação bastante enferrujada, a ponto de inundar o local.

Outra manutenção necessária no local é referente à infiltração pelo telhado em cima do palco, pois as telhas instaladas são menores do que as telhas adequadas. Segundo o secretário de Cultura serão gastos cerca de R$ 2,5 milhões para sanar os problemas do teatro. A verba virá por meio de parcerias. O prédio jamais teve o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) e, dos 44 extintores espalhados pelo equipamento em janeiro, quase todos estavam vencidos desde 2012. Um ainda era remanescente de 2011. Agora, pelo menos, 22 extintores estão atualizados.

O local ainda manterá em funcionamento suas atividades internas. Já as 29 apresentações pré-agendadas até dezembro serão deslocadas para outros ambientes públicos ou privados. O show de Agnaldo Rayol, por exemplo, que seria no Coliseu no próximo dia 15, será realizado no Mendes Convention Center.

Desde sua reabertura em 2006, o Coliseu sediou centenas de espetáculos, como o Balé de São Petesburgo (Rússia), a Orquestra de Saltzbugo (Áustria) e o Circo Nacional da China. Entre as últimas apresentações no espaço, em março, Eri Johnson fez piada com uma goteira no palco, pois o telhado também necessita de reforma. O teatro foi erguido em 1897 na Rua Amador Bueno (Centro Histórico), e entrou em decadência entre os anos 70 e 90. Sua última reforma demorou uma década e foi custeada em R$ 16 milhões pelo Estado e mais R$ 5 milhões pela Prefeitura.

Outros teatros. De acordo com os laudos prévios da Prefeitura, embora também não tenham AVCB, os teatros municipais Guarany, Braz Cubas e Rosinha Mastrângelo não levam risco à população e, portanto, não serão interditados. Escrevi matérias sobre o teatro no jornal as edições de sábado e domingo.

*A Tribuna.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s