Balé da Cidade de São Paulo volta ao Sesc-Santos

02

O Balé da Cidade de São Paulo (BCSP) volta ao Teatro do Sesc-Santos (Rua Conselheiro Ribas, 136) com apresentações na sexta-feira e no sábado (dias 22 e 23), às 21 horas. A companhia apresenta as coreografias “Offspring”, do eslovaco Lukas Timulak, e “T.A.T.O. – Tecidos Abertos em Tensões Opostas”, de Jorge Garcia. Ingressos entre R$ 2 e R$ 8.

Criado em 2009 para o Nederlands Dans Theater, da Holanda, “Offspring” recebe sua remontagem. Trabalhando lado a lado com o Balé da Cidade, Timulak e sua equipe passaram cinco semanas para que cada detalhe correspondesse ao da montagem original. Em “T.A.T.O. – Tecidos Abertos em Tensões Opostas”, o coreógrafo atenta para a percepção do toque nas relações do individuo com o outro, compreendendo e mergulhando nestes contatos. Ao mesmo tempo, busca oposições e desconstruções corporais levando as tensões físicas, espaciais e musicais no limite de exposição.

Histórico. Dirigido atualmente por Iracity Cardoso, o grupo foi fundado em 1968 com o nome de Corpo de Baile Municipal com a proposta de acompanhar as óperas do Teatro Municipal e se apresentar com as obras do repertório clássico. Em 1974 sob a direção Antonio Carlos Cardoso, a companhia assumiu o perfil de dança contemporâneo, que mantém até hoje. A partir daí tornou-se presença destacada no cenário da dança sul-americana, marcando época por inovar na linguagem e mostrar ao público um elenco afinado.

Nos anos 80, o experimentalismo marcou a trajetória da companhia. Liderados por Klauss Vianna, os bailarinos eram encorajados a contribuir com suas próprias ideias coreográficas que resultaram em trabalhos marcantes como “A Dama das Camélias”, de José Possi Neto, “Bolero”, de Lia Robatto, e “Valsa para Vinte Veias” de J.C. Violla.

A bem sucedida carreira internacional da companhia teve início com sua participação na Bienal de Dança de Lyon, França, em 1996. Hoje, o BCSP possui em seu repertório obras dos mais conceituados coreógrafos da atualidade: Ohad Naharin, Vasco Wellenkamp, Gagik Ismailian, Germaine Acogny, Mauro Bigonzetti, Angelin Preljocaj, Rodrigo Pederneiras, Henrique Rodovalho, Luis Arrieta, Sandro Borelli, Mário Nascimento, Maurício de Oliveira e muitos outros. Por sua atuação recebeu mais de 50 prêmios.

Desde 2001 a atuação do BCSP se estende também em programas de formação de plateia e de ações culturais paralelas, principalmente em mostras didáticas pela cidade de São Paulo, partilhando seu patrimônio artístico com a população da cidade.

Ficha técnica
Diretora Artística: Iracity Cardoso
Diretor Artístico Assistente: Fernando Machado
Bailarinos: Antônio Carvalho Jr., Andressa Barbosa, Bruno Gregório, Camila Ribeiro, Carolina Franco, Carolina Martinelli, Cleber Fantinatti, Erika Ishimaru, Fabiana Fornes, Fabio Pinheiro, Fernanda Bueno, Gleidson Vigne, Hamilton Felix, Igor Vieira, Jan Alencar, Jefferson Damasceno, Joaquim Tomé, Laura Ávila, Leonardo Hoehne Polato, Liliane de Grammont, Manuel Gomes, Marisa Bucoff, Milton Coati, Paty Nunes, Raymundo Costa, Renata Bardazzi, Roberta Botta, Thaís França, Tutto Gomes, Victor Hugo Vila Nova, Vivian Navega Dias, Wagner Varela, Woody Santana, Yasser Díaz

*Érika Freire – Cais das Letras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s