Entrevista: Amauri Alves enaltece a Encenação de São Vicente 2013

02

 

A 31ª Encenação da Fundação da Vila de São Vicente já tem data marcada: será apresentada entre os dias 19 e 22 de janeiro de 2013, às 20h, na praia do Gonzaguinha. Conhecido como o maior espetáculo teatral a céu aberto, dessa vez, a encenação do primeiro município brasileiro terá o formato musical. O papel do desbravador Martim Afonso será pela primeira vez interpretado pelo ator global Carlos Casagrande. Os atores da Região ganham mais destaque nessa edição, ao interpretarem outros personagens históricos já conhecidos pelo grande público.

O espetáculo tem direção, roteiro, texto e coordenação geral a cargo do ator e produtor cultural Amauri Alves (premiado pela APCA – Associação Paulista de Críticos de Arte; prêmios SESI – COCA-COLA; e finalista em duas ocasiões do prêmio ABERGE – Associação Brasileira de Comunicação Empresarial). Trilha Sonora e músicas: Flávio Medeiros (músico, compositor, arranjador, membro da Academia GRAMMY nos EUA, compositor das trilhas sonoras da encenação em São Vicente nos anos de 2001 e 2002 e Caminhos da Independência – Cubatão – em 2010, autor de dois trabalhos finalistas no Festival de Cannes em 2012 e detentor de vários prêmios Profissionais do Ano da Rede Globo. A produção executiva do espetáculo está a cargo da Associação dos Artistas. Confira abaixo a entrevista com Amauri Alves:

03

1) Anualmente, a Encenação da Vila de São Vicente mostra a história da fundação do município por uma perspectiva diferente: mitologia, personagens literários ou civilização dos sambaquis. Neste ano, qual será a perspectiva adotada para se conduzir o espetáculo? Qual será o personagem que conduz a narrativa deste musical? Para a versão 2013 retomei a essência da proposta do espetáculo, que é contar a história do início do Brasil através dos acontecimentos em São Vicente. Então o roteiro divide-se entre a história das tribos tupi-guarani que habitavam Gohayó (São Vicente) e a chegada do homem branco e sua cultura. Quem narra o espetáculo, que esse ano é musical, são sereias e marinheiros. As sereias que encantaram os portugueses e os encorajaram a partir para grandes conquistas.

2) Os personagens de Martim Afonso, Anna Pimentel, João Ramalho, Índia Bartira e Catarina da Áustria reaparecem na montagem de 2013? Há algum outro personagem que ganhará mais destaque no musical, como por exemplo, o Padre José de Anchieta? Os personagens são os mesmos, mas em 2013 o escritor Gil Vicente e o Arcebispo Dom Martinho de Portugal aparecem em uma cena na corte em Portugal. Anchieta não entra pois vamos com a cronologia até o dia 22 de janeiro de 1532, no momento da fundação.

3) O Martim Afonso será interpretado pelo ator Carlos Casagrande, do qual você já dirigiu na encenação ‘Caminhos da Independência’, em Cubatão. Quais são as características do Carlos para que tenha o escolhido novamente? É um ator de grande carisma com o público, é atencioso com o grande elenco e está sempre pronto para enfrentar desafios.

4) Nos últimos anos, a Encenação de São Vicente utilizou de muitas ferramentas audiovisuais para compor o cenário. Agora, sob a sua direção, o telão ainda estará no espetáculo? Ele fará parte do cenário ou será usado para outra linguagem? Priorizei a história. Nessa versão o grande diferencial será a música e o teatro.

5) Neste ano, a encenação será um musical. Para você, que já tem experiência nessa área, é mais fácil dirigir uma encenação neste formato? Qual a maior diferença entre um musical e uma narrativa comum? As dificuldades são as mesmas. A diferença está nos profissionais envolvidos. O Flávio Medeiros é meu parceiro em diversos trabalhos e suas composições têm características cinematográficas, o que engrandece o espetáculo a ajuda a dimensionar as emoções do público. A grande diferença é na dramaturgia, que deve ser preparada de maneira a facilitar as composições musicais e na forma como o elenco se manifesta, pois todos precisam aprender a cantar.

6) Para fazer a encenação, são meses de preparação com diversos núcleos e centenas de atores. Em geral, como está sendo a reação do elenco em poder fazer parte do espetáculo? Aliás, teve uma situação ou comentário de algum ator que mais lhe chamou a atenção? Estão todos entusiasmados e contentes com a forma como o processo de preparação do espetáculo está acontecendo. Rápido e preciso. Em 1 mês de ensaios todas as cenas foram marcadas.

7) Caso você tivesse a oportunidade de encarar-se justamente com o Martim Afonso. O que seria a primeira coisa que você falaria para ele? Anauê homem branco. Gohayó, nossa terra de boa acolhida, recebe a você e a todos que por aqui quiserem viver, de braços abertos.

 

Anúncios

3 pensamentos sobre “Entrevista: Amauri Alves enaltece a Encenação de São Vicente 2013

  1. O que dizer da pessoa que mais sabe de Encenação ? Suas encenações sem grandes recursos tecnológicos ganhavam em emoção e participação do grande elenco.Tinha certeza que no caso de Amauri Alves , um mês de ensaios seria o suficiente, pois já vem com o espetáculo preparado, todos começam sabendo o caminho que vão trilhar para chegar ao melhor resultado. Tenho certeza que tornará a ser uma Encenação com emoção.Parabéns e seja bem vindo.

  2. Eu sou da tribo dos tupis e esto adorando esta mais uma veis como índio Amauri e aquilo nos vamos brilha nessa areia nos vamos brilha meus para-bens

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s