Entrevista: Marcus Di Bello investiga obra de Nelson Rodrigues

Hoje é a estreia da Companhia do Elefante com a montagem ‘Valsa nº6′, escrita em 1951, por Nelson Rodrigues. Este foi o único monólogo escrito pelo autor. O espetáculo fica em cartaz nos dias 2, 3, 9 e 10 de novembro, sempre às 21h, no Espaço Tescom (Av. Rodrigues Alves, 195/Santos). Os ingressos custam entre R$10 e R$ 20.

Em cena, as jovens atrizes Dafne Carina, Luma Eckert e Tatiana Corrêa dão vida a uma menina de quinze anos que se vê num quebra-cabeça nebuloso ao tentar se recordar de passagens de sua vida. A peça também conta com a iluminação de Marcelo Marinho, músicas de Renan Valdez, figurino de Alex Felix e maquiagem de Marco França. A direção é assinada por Marcus Di Bello, de 21 anos. Confira abaixo a entrevista com o diretor, que antes aluno, hoje é professor do Estúdio Tescom.

1) Quando você conheceu pela primeira vez a obra de Nelson Rodrigues? Acho que eu já tinha ouvido falar dele por causa do seriado ‘A vida como ela é’ [Fantástico, 1996], mas não associava o nome à pessoa. Então ouvi realmente o nome de Nelson Rodrigues pela primeira vez em uma aula de teatro, e logo fui procurar a respeito. Comecei a ler algumas peças e ver algumas montagens. Cheguei a fazer um experimento como ator, com o texto ‘Senhora dos Afogados’ e hoje, sendo dramaturgo também, admiro a obra dele.

2) A ‘Valsa nº 6’ já inspirou cenas no Tescom e em Santos em outros tempos, como com a Cia. O Pessoal do Ainda [2003]. Por que então retomar especialmente esse texto? Sei que a Angélica Magenta já montou e que o Ricardo Menezes participou [em 2000]. Como cena, a Tatiane Líbor já fez, com direção de Tatiana Bandeira, a Giovanna del Nero sob direção de Dario Felix, e Nathália Sacaldassy dirigida por Paola Caruso. Quando li esse texto pela primeira vez, fiquei muito instigado… Lembro que discuti com alguns atores, procurando entender melhor a obra. Depois de alguns anos, quando pensei em lançar de vez a Companhia do Elefante, lembrei desse texto do Nelson. Queria algo capaz de promover essa pesquisa, esse aprofundamento dos atores. É um texto que possibilita diversas leituras, deixa livre para o encenador e para os atores a escolha de criação.

3) Mas a ‘Valsa nº 6’ é para um ator, por que dividiu o texto em três? Por ser uma obra tão rica, que permite ao encenador explorar inúmeras opções estéticas e conceituais. Buscamos romper com o tradicional definitivamente ao transformar o monólogo em um texto para três atrizes, demonstrando a fragmentação psicológica e a complexidade do estado de espírito da personagem. Cada atriz nos mostra uma personagem única, mas que, no conjunto da obra, tornam-se uma só.

4) No processo de montagem, as três têm nomes diferentes, ou personalidades diferentes? pode descrever brevemente? As três possuem personalidades diferentes, que veio através de processo de pesquisa e laboratórios de criação. A personagem da Dafne Carina é mais voltada para a descoberta sexual e pela paixão pela ‘Valsa nº6’, de Chopin. Tatiana Corrêa é marcada pela dúvida, principalmente amorosa. Luma Eckert traz a questão da inocência na adolescência, a descoberta de que está passando pela transição de menina para moça e o medo do pecado. A força das três atrizes, e desse texto, é esse momento de transição da mulher, tanto que as três possuem 15 anos na peça.

5) E como se dá a interação das atrizes com o público? Por sessão, são permitidas apenas 60 pessoas, porque a plateia senta em semi-arena. a proposta é criar esse ambiente intimista, onde ator e plateia estão juntos. A interação é realizada em diversos momentos ao longo do espetáculo: as atrizes conversam com o público e até servem chá. Com o decorrer do processo do espetáculo, também ficamos com o MP3 player, que é utilizado em uma cena em que elas dançam valsa com o público, que ouve um texto pelo fone de ouvido.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s