Tatiana Belinky escolhe limeriques vencedores de concurso cubatense

Imagine só se um poema escrito por você fosse escolhido pela autora Tatiana Belinky (foto) como um dos cinco melhores em um concurso. Pois foi isso o que aconteceu no Prêmio Literário que leva o nome da escritora, o Concurso Tatiana Belinky de Limeriques. Ela analisou e elegeu as cinco melhores poesias criadas pelos estudantes de 6 a 11 anos inscritos na competição. O resultado será divulgado na próxima sexta-feira (31), às 15 horas, no Bloco Cultural de Cubatão (Pça. dos Emancipadores, s/nº).

Aos 93 anos de idade, Belinky recebeu os 150 limeriques selecionados previamente. Quis saber a idade de todos os participantes. Leu um por um e a cada verso construído pelas crianças a escritora se divertia com as ideias dos meninos e meninas. “A criançada entendeu o espírito dos limeriques, que é sempre falar de coisas maluquinhas. Estou adorando todos os poemas”, disse Tatiana, sorrindo. Para a escritora, o interessante do Prêmio é justamente a oportunidade de apresentar os limeriques à garotada, incentivando a leitura.

A seleção entre os finalistas não foi nada fácil, segundo Tatiana. Mas ela fez questão de participar da escolha final. Por conta da idade, a autora não estará presente no evento de premiação, mas fez questão de gravar, em vídeo, uma mensagem para as crianças. “Fico muito feliz em ser homenageada nesse concurso tão especial. Estou convencida, desvanecida, comovida e derrubada (risos)”.

Para se ter uma ideia do sucesso do concurso, esta primeira edição contou com 1.776 inscrições de meninos e meninas de escolas públicas e particulares da Baixada Santista e até de outras cidades paulistas e baianas – embora o prêmio seja regional. Houve a participação de alunos de escolas de praticamente todas as cidades da região, sendo que Santos registrou maior número de inscritos (669), seguida por Praia Grande (471), Guarujá (203), Cubatão (143), Peruíbe (76), Itanhaém (66), São Vicente (63) e Bertioga (58). Outros 27 poemas cadastrados eram de crianças da capital paulista, Jundiaí, Guarulhos e Salvador, na Bahia. Infelizmente, esses não puderam concorrer pois o Prêmio ainda é regional. “Queremos muito transformar o concurso em estadual ou, quem sabe, até nacional”, afirma Viviane Veiga Távora, idealizadora do Prêmio Literário e também escritora.

Premiação. Na próxima sexta-feira serão conhecidos os cinco melhores colocados. Eles recebem um computador (1º lugar), notebook (2º) e kit de livros (do 3º ao 5º lugares), além de trofeus. As escolas e os professores desses alunos ganham livros de presente. A premiação será em grande estilo, no Bloco Cultural de Cubatão (Pça. dos Emancipadores, s/nº), com direito a apresentações de música e teatro. Os 150 selecionados pelos jurados levam, ainda, um botom Eu amo Limeriques!.

A listagem com os nomes dos estudantes selecionados já foi enviada a cada uma das secretarias de Educação dos municípios, para que os escolhidos tenham acesso à informação e possam participar do evento. Além disso, essa lista está disponível no site do prêmio: www.portalpanapana.com.br/premio. Basta clicar no ícone “notícias”.

Oficinas. O Prêmio Tatiana Belinky de Limeriques premia a criançada agora em agosto, mas o projeto acontece desde o início deste ano. De março a maio, Viviane Távora percorreu escolas de Peruíbe a Bertioga, ministrando oficinas de limeriques para os professores que receberam capacitação e aprenderam técnicas literárias, ensinando, posteriormente, a criação dos limeriques em sala de aula. “Muitos educadores enviaram e-mails relatando que o prêmio movimentou a escola. Outros disseram que muitos estudantes passaram a se interessar mais por poesia. Tivemos professores de Educação Física, de Ciências e até bibliotecários que trabalharam os limeriques com as crianças. Isso é fantástico!”, informou Viviane Távora. Em maio, o concurso também promoveu a ação “Limeriques no ar!”, na qual dezenas de estudantes de Cubatão soltaram balões com poesias dentro.

Prêmio. O Concurso foi criado pela cubatense Viviane Veiga Távora, autora de Mareliques da Praia-Louca, livro de limeriques lançado no ano passado nesta cidade. A paixão pelo gênero poético plantou em Viviane a vontade de compartilhar o que aprendeu. Além de pensar o Prêmio Literário, é autora de Pé de alguma coisa pede outra, Cordel de Terezinha, O Decifrador de Poemas e idealizadora do Portal Panapaná (www.portalpanapana.com.br) que tem oficinas virtuais de poesia e divulga a Literatura. O Prêmio Tatiana Belinky é realizado pela Cooperativa Cultural Brasileira, empresa VARAL e conta com apoio do Proac – Programa de Ação Cultural da Secretaria do Estado da Cultura e da Unisanta.

*Morgana Monteiro – Prefeitura de Cubatão

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s