Teatros Coliseu e Guarany são registrados pelo Google Special Collect

Começou por Santos, nos teatros Coliseu e Guarany, o registro de imagens para a mais nova ferramenta do Google – o Special Collect -, que disponibilizará na rede mundial de computadores equipamentos culturais de importância histórica, além de museus e acervos de arte de todo o mundo.

O projeto dessa multinacional de serviços on line e softwares, com sede nos Estados Unidos, envolve ainda estádios de futebol. Já foram registrados o Morumbi, Pacaembu e Vila Belmiro. Na cidade o equipamento também captou imagens da Arena Santos.

Essa captação é parte de um conjunto de esforços da Google em investir na área histórico-cultural, ampliando os serviços já disponibilizados aos internautas por meio do Google Maps (mapas das cidades, com visualização de ruas e imóveis graças à captação de imagens por meio de satélites) e o Google Maps Street View (permite explorar lugares no mundo, no nível da rua, por meio de imagens em 360º), conforme explicou o norte-americano Emmanuel Evita, há três anos gerente de relações-públicas no Brasil.

Tecnologia. Acompanhado de Marcello Hardt, da Agência de Publicidade Ideal, responsável pela conta da Google, e de Fernanda Maluf, coordenadora do Street View Special Collection, Evita lembra que o Art Project foi idealizado há cerca de quatro anos e conta com 150 museus como parceiros. “A Google desenvolve tecnologia de pesquisa e, com o Art Project, a empresa oferece oportunidade para internautas conhecerem equipamentos históricos e culturais por dentro”, frisou, comentando que nos Estados Unidos o projeto existe há um ano, à base de parcerias.

Segundo ele, em 2007 um dos fundadores da Google apostou na ferramenta Street View, tirando, ele próprio, sequência de imagens, enquanto outra pessoa dirigia o veículo. Dois anos depois, o Street View chegou ao Brasil e, em 2010, começaram os registros das vias santistas. “O Coliseu de Santos é maravilhoso e, para os americanos, o Brasil é espetacular. O país tem uma rica história e uma cultura das mais diversificadas. É muito mais do que carnaval e praias”, disse Evita.

Equipamento. Para o Street View, as imagens a 360º, com definição até 1.000 vezes maior do que as máquinas fotográficas de última geração, são capturadas, a cada 10 m, por uma câmera com 15 lentes, acoplada ao capô de um veículo. Para os ambientes em que o veículo não chega, a câmera é ajustada no alto de um triciclo. “Foi assim que registramos a população ribeirinha do Amazonas”, explicou o gerente de relações-públicas da Google.   Para ambientes internos, a câmera é afixada sobre um carrinho com cerca de 2 m de altura, dotado de GPS, que orienta o caminho e impede que o equipamento passe duas vezes pelo mesmo lugar. “É preciso seguir uma rota geográfica que faça sentido para os internautas e que lhes deem a ideia de que estão visitando a localidade”.

Depois, segundo Evita, é preciso ‘costurar’ as imagens de diferentes direções, material que segue para as centrais nos EUA para avaliação de qualidade – caso necessário, serão refeitas – e depois o coloca na rede mundial de computadores. Os rostos e placas dos carros eventualmente registrados são velados, de forma a garantir a privacidade. O trabalho completo, até chegar aos internautas, demora entre seis e 12 meses.

*Prefeitura de Santos

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s