‘Desaforismos’ é lançado na Café Millôr neste sábado

Com lançamento na Revistaria e Café Millôr (Rua Marechal Deodoro, 7/Santos), previsto para o sábado (9/jun), às 19h, pela Edições Caiçaras, Flávio Viegas Amoreira mostra sua face oscarwildeana e nos brinda com seus “Desaforismos”. A noite contará com a apresentação do grupo Percutindo Mundos, da cantora Alice Mesquita e bate-papo sobre a obra de Amoreira com o escritor e dramaturgo Marcelo Ariel e o jornalista Alessandro Atanes.

Cineasta Domingos Meira: “Entrincheirado nesta guerra chamada facebook, entre os tiros, aplicativos, semi-analfabetismo, banalidades e demais sintomas da democratização total da informação, que flui suspensa na “nuvem” e armado de sua metralhadora poética, devidamente municiada de conhecimento político, amor, cultura, sabores e saberes ele atira o tempo todo. O exército de um só poeta. Sua fábrica de munição situada em Santos, trabalha à todo vapor para produzir com tamanha constância e atender a demanda da infinita inspiração. Flávio sempre surpreende, esbofeteia, transgride, expressa, derrama, vaza, corrige e concerta. A motivação deste “general das letras” está sempre estampada em sua bandeira: um Brasil mais sabido, mais curioso, mais consciente de si mesmo. No front, sempre uma bala, perdida ou encontrada, acerta-te o alvo e o que faz reagir. Um alento no mural.”

Compositor Gilberto Mendes: “O que me impressiona em Flávio Amoreira, além, naturalmente, da qualidade, originalidade e a bela natureza oceânica de seus escritos, é o dom que ele tem de viver a época que ele pesquisa. Por exemplo, se eu relembrar, com ele, o tempo em que eu via no cinema e ouvia nas rádios, nos anos 1930, a deliciosa música alemã dessa época, cantada por Zarah Leander, Marika Rökk, Adolf Wohlbrück, ele corre para o computador e descobre as imagens e sons de todo esse maravilhoso momento, que ele passa a reviver, como se realmente também o tivesse vivido. Não como se tratasse de uma busca histórica acadêmica. Podemos dizer que Flávio é um homem de hoje, de ontem, amanhã, de todos os tempos. Um Flávio eterno.”

*Márcio Barreto – Percutindo Mundos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s