Confira os perfis dos atores globais na 30ª Encenação de São Vicente

O espetáculo está completo. A Secretaria de Cultura de São Vicente (Secult) confirmou os nomes dos atores nacionalmente conhecidos que farão parte da 30ª Encenação da Fundação da Vila de São Vicente. Murilo Rosa dará vida ao fundador da Cidade, Martim Afonso de Sousa; na pele da Índia Bartira, Emanuelle Araújo; Alexandre Slaviero viverá João Ramalho; e Matheus Nachtergaele será o responsável por narrar o espetáculo.

A data de estreia da Encenação de São Vicente está se aproximando, acontece de 21 a 27 de janeiro de 2012, a partir das 21 horas, na Praia do Gonzaguinha. O enredo intitulado “As Profecias Maias” é sobre a grande alteração que o mundo sofrerá em 2012, que segundo eles, pode tanto levar ao início de uma nova era, quanto ao fim do mundo. A história faz uma viagem pela questão da degradação ambiental, enaltece os valores da humanidade e suas ações positivas, destaca os dois lados do homem, o bem e o mal.

Confira o perfil dos atores da 30ª edição da Encenação da Fundação da Vila de São Vicente:

Murilo Rosa – Abandonou a Faculdade de Educação Física, em Brasília, para fazer artes cênicas na Faculdade de Artes Dulcina de Moraes. Seu primeiro papel de protagonista foi o tenente Aquiles de Mandacaru, em 1997. Ao todo, já atuou em 27 novelas, 13 filmes, 10 peças de teatro e ganhou 12 prêmios pela sua atuação.

Emanuelle Araújo – Começou a carreira aos 10 anos, fazendo teatro com a Companhia Interarte. Em 1999, substituiu a cantora Ivete Sangalo na Banda Eva. Como atriz, fez seu primeiro trabalho na TV vivendo Clotilda, na novela Pé na Jaca. No mesmo ano, ganhou destaque ao interpretar Rosa, protagonista do filme Ó Paí, Ó. Atualmente canta com a banda Moinho.

Alexandre Slaviero – Começou a carreira em 2002, na novela O Beijo do Vampiro. Desde então, participou de mais cinco novelas e três filmes.

Matheus Nachtergaele – Estreou na televisão com a minissérie Hilda Furacão, no papel de Cintura Fina. Em seguida, fez sucesso na pele de João Grilo, na minissérie que se tornou telefilme Auto da Compadecida, baseado na obra de Ariano Suassuna. A partir de então, fez diversas participações no cinema nacional.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s