Livro sobre inclusão social e preconceito será lançado em Santos dia 9

Dizer com o coração, se expondo a desconhecidos, é uma das tarefas mais árduas para quem teve uma vida de dificuldades. Para uma mãe que resolve escrever sobre passagens enfrentadas por um filho com paralisia cerebral, dizer com o coração é reviver momentos em que ele esteve na boca, saltitando, disparado. Este foi o desafio da santista Rosa Lopes Coelho, autora de Ser especial. O livro será lançado dia 09 de dezembro, sexta-feira, 18h30, durante o Choro de Bolso da Realejo Livros. É a chance de descobrir um trabalho sensível, envolvente e extremamente relevante.

Rosa é uma anônima que resolveu contar sua história ao dar a luz a Thiago, criança que nasceu prematura por um erro médico na identificação de tempo de gravidez. O erro, entretanto, foi a chance para a criança nascer com vida, tendo somente sofrido uma paralisia cerebral leve.

O livro é dividido em capítulos que contam a trajetória de Thiago em diversos momentos, como os problemas de saúde nos primeiros anos de vida, a inserção no ambiente escolar e o sentimento de fraternidade com a chegada dos irmãos Bruno e Caio.

A autora também trata da dificuldade de inclusão de pessoas com deficiência na sociedade. A partir do questionamento “O que é ser normal?”, Rosa induz o leitor a refletir sobre o preconceito e as dificuldades enfrentadas pelas famílias dos seres especiais. Neste ponto, Thiago torna-se um exemplo de superação, verdade e esperança, pois, apesar das limitações físicas, o menino e a família sabem que os obstáculos serviram para “aprender a viver de verdade”, como cita Rosa Coelho.

Preconceito – O preconceito é uma das questões que Rosa expõe em vários pontos do livro, sem deixar de lado o tom confessional e de desabafo. No capítulo, “As dificuldades” e “Iniciando a vida escolar”, a mãe e educadora conta passagens emocionantes que aproximam a história tanto dos que vivem essa mesma realidade quanto das pessoas que se preocupam em estabelecer relações familiares sadias.

Traçando uma breve relação com a espiritualidade, Rosa escreve sobre os valores que mais importam para manter uma convivência harmoniosa, tanto entre parentes, quanto na sociedade: esperança, felicidade, fé e, principalmente, coragem. Por isso, o livro se destina a um público leitor interessado em conhecer uma história pouco comum, mas especial.

Rosa Lopes Coelho. É graduada em Artes Plásticas e Pedagogia, com especialização em Psicopedagogia pela Universidade Santa Cecília (Unisanta), de Santos. Professora na pós-graduação em Educação da Unisanta. Atende como psicopedagoga e terapeuta holística em consultório particular. Casada, mãe de Thiago, Bruno e Caio.

*André Azenha – Realejo Livros

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s