Festival de Teatro de Cubatão homenageia o artista Lúcio Ialongo

O Festival de Teatro de Cubatão (Festac) chega à sua 14ª edição novamente com objetivo de divulgar atividades teatrais, dando espaço aos grupos da cidade, da região e até mesmo de outros estados. A abertura acontece nesta quinta-feira (1º/12), às 20 horas, no Teatro do Kaos (Praça Coronoel Joaquim Montenegro, 34).

A noite contará com apresentação da peça convidada “Depois de tudo”, de Tim Urbinatti. O tema do espetáculo é bastante favorável: a performance está centrada no trabalho do ator, e se propõe a discutir a importância do trabalho braçal e do trabalho intelectual, por meio das figuras do poeta e do operário. O evento, que se tornou tão popular e querido entre os cubatenses, vai homenagear Lúcio Ialongo, grande artista e ativista cultural da cidade.

Homenageado – Figura incansável na luta pelo crescimento do teatro e do Carnaval em Cubatão, Lúcio Ialongo foi ator, animador, festeiro, artista plástico, carnavalesco e radialista. Por muitos anos participou do Centro Organizador do Teatro Amador de Cubatão (Cotac), interpretando personagens no drama sacro “Paixão de Cristo”. Lúcio foi ainda diretor da Diretoria Jovem da SOMECA, no Jardim Casqueiro; trabalhou como coordenador de cultura e mestre de cerimônia. Nascido e criado na cidade, seu legado é o ativismo cultural que proporcionou às futuras gerações portas e espaços abertos, ficando conhecido como Operário da Cultura. Por conta do homenageado, o Festac deste ano abraçou o tema “O espetáculo não pode parar”.

A Mostra Competitiva vai de 2 a 11/12, com sessões gratuitas às 15 e 20 horas, no Teatro do Kaos. Participam 15 grupos teatrais, reunindo cerca de 150 artistas de Cubatão, da Baixada Santista, interior paulista e até do Rio de Janeiro.

De acordo com o diretor de Cultura de Cubatão, Joaquim Eduardo Teixeira, um diferencial da edição deste ano são as oficinas que possuem ligação com o artista Lúcio Ialongo. “Vamos homenagear um grande nome da Cultura, alguém que sempre esteve ligado ao teatro de Cubatão”, afirma.

De 2 a 5 de dezembro, das 16 às 18 horas, no Teatro do Kaos, Simone Ancelmo ministra a oficina de Expressão Vocal – Locução. Os participantes aprenderão sobre cuidados com a voz, exercícios para fortalecer as cordas vocais, relaxamento e aquecimento, interpretação, as diferentes formas de locução (popular ou erudito; para publicidade e para espetáculo) e o uso correto do diafragma. A oficina é destinada a todos os públicos.

Entre os dias 7 e 10 de dezembro, Miriam de Freitas realiza a oficina de Boneco de Mamulengo, das 14 às 16 horas, no SOMECA (Rua Maria Graziela, 565, Jardim Casqueiro). Na ocasião, ela ensinará os participantes a confeccionarem bonecos de isopor como os feitos no Nordeste, a vestí-los e manusear o equipamento. Para a oficineira, a oportunidade é uma emoção, já que aprendeu as técnicas de montagem dos bonecos em oficina ministrada pelo homegeado deste ano, Lúcio Ialongo, na década de 90.

Também de 7 a 10 de dezembro, das 14 às 16 horas, Guilherme Cabral Ialongo apresenta a oficina Revoar de Pipas, no Parque Anilinas. Durante as aulas, os alunos aprenderão a confeccionar o brinquedo e, ao fim da oficina, farão, todos juntos, uma revoada de pipas. O oficineiro é filho do homenageado deste ano do Festac e conta que aprendeu a montar pipas com o pai, quando tinha 5 anos.

*Tatiana Paiva – Prefeitura Municipal de Cubatão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s