Cubatão Danado de Bom vai ter música, culinária e muitas oficinas de arte

O maior festival da cultura nordestina do Estado de São Paulo vai trazer muito mais do que música em 2011. O “Cubatão Danado de Bom”, que acontece de 11 a 15 de novembro, oferece desta vez ao público, além dos shows com grandes nomes da música brasileira, apresentações de artistas locais, quadrilhas matutas, trupes de cordel, de maracatu e até mesmo oficinas de arte, como as de xilogravura, boneco mamulengo, escultura e artesanato.

Serão mais de 60 horas de manifestações artísticas espalhadas por toda a área do Festival. No palco principal, além das estrelas como Daniela Mercury, Zé Ramalho, Oswaldinho do Acordeon e Sinfônica de Cubatão, artistas como Orquestra de Pífanos de Caruaru, Orquestra Popular do Recife, Frank Aguiar e Afrobanda vão agitar o início da noite. Destaque, também, para o Coral Zanzalá que interpretará canções compostas por Chico Anysio, em uma homenagem especial ao humorista. Já a Banda Marcial realizará uma parceria com o sanfoneiro Camarão de Bonito, um dos nordestinos radicados em Cubatão que será homenageado durante o Festival.

No palco secundário se apresentam Trio Kaanoa, com ritmos nordestinos, Trio Sinhá Flor, com o Forró Pé de Serra, Dan Lisboa e Banda, Grupo Cordel percussivo, Quadrilha da Tia Valdelice, André Lucas (Stand up), Cassiús Clay e seu conjunto, o grupo Auto reverse, Cia 43 (Teatro de Rua), o Trio Raiz da Serra, Grupo Zabelê de Cultura Popular, Inova´som, Saramandaia (MPB de raiz). Além de Conrado e Monique Ponza (Cantantes do Nordeste), Tenente Haole (Reggae do Maranhão), Grupo Cupuaçu (Bumba Meu Boi), Estação Local Dona Rita, Pé no Terreiro, Costa Sena (repentista), Brasil Baixada Música e Dança (Frevo, Xote e Coco), Grupo Sambaqui (Batuque de Umbigada e Samba de Bumbo), Moitorá, entre outros.

Oficinas. O público que visitar o “Cubatão Danado de Bom” poderá participar, ainda, de oficinas. No dia 12, às 16 horas, o artista Vitalino Neto ensina a arte da escultura em barro. Já o poeta, compositor, arte-educador e mestre em teatro de mamulengo Valdeck de Garanhuns ministra no dia 13, às 16 horas, oficina de xilogravura e no dia 15, no mesmo horário, boneco de mamulengo.

Outro que estará passando sua experiência ao público é o cordelista Moreira de Acopiara, o artista realizará oficina de literatura de cordel, no dia 14, às 16 horas. O Grupo Zabelê de Cultura Popular estará de 12 a 15, das 13 às 18 horas, ministrando oficinas, intervenções e logística com alunos de escolas e Ongs do município.

A Fábrica da Comunidade, de 12 a 15 de novembro, das 14 às 16 horas, ministrará oficinas de bonecas de fuxico, pintura em tecido, colar típico com EVA, chaveiro de cangaceiro com biscuit, almofada de capitonê, colar de fuxico, bordado com fitas e broches de crochê. Atividades com pipa, pião e bolinha de gude serão realizadas pela Secretaria de Esportes e Lazer, de 12 a 15 de novembro, das 13 às 18 horas, no Festival.

Artistas da cidade e de outras regiões do país estarão expondo e comercializando suas artes durante os cinco dias do Festival (de 11 a 15 de novembro), a partir das 11 horas no Kartódromo Municipal. Renda de bilro, esculturas, xilogravuras, bonecos de mamulengos, literatura de cordel e artesanato são alguns dos objetos disponíveis para a compra durante o evento.

O Festival Cubatão Danado de Bom conta com patrocínio das empresas Petrobrás, Usiminas, Vale, apoio da Ypióca e Supermercados Krill e é realizado pela Prefeitura Municipal de Cubatão

*Prefeitura Municipal de Cubatão – Morgana Monteiro e Ana Borges

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s