‘Turnê’ entra em cartaz no Cine Arte Posto 4

A partir de hoje, o Cine Arte Posto 4 (Praia do Gonzaga) exibe o longa-metragem ‘Turnê’. A comédia dramática francesa de Mathieu Amalric estará em cartaz no cinema até o dia 21. No elenco, Mathieu contracena com Miranda Colclasure, Suzanne Ramsey e Linda Marraccini. Os ingressos custam R$3 e as sessões são as 16h, 18h30 e 21h.

Sinopse. Joachim (Mathieu Amalric) é um ex produtor de televisão francês que largou tudo para recomeçar a vida na América. Lá formou um grupo de showgirls que agora prepara uma grande turnê pela França. Apesar dos hotéis vagabundos e da falta de dinheiro, as moças não se deixam abalar e fazem muito sucesso, esbanjando um mundo de fantasia repleto de hedonismo e ternura.

Crítica – Heitor Augusto. Tudo é colorido. O vultoso pôster é vermelho, com uma retumbante mulher envolvendo um magricela. Os adereços brilham, a música explode, o público não se segura com o show desavergonhado de todas elas. São gordas e gostosas, sexy, um verdadeiro atentado à ditadura da magreza.

Tudo indica que Turnê, o quarto filme do ator Mathieu Amalric na direção – que inclusive lhe rendeu uma Palma de Ouro no Festival de Cannes -, será um poço de felicidade, quase com função terapêutica. Mentira. A boniteza do filme é um arcabouço estético sobre a dificuldade de colocar o ser humano de pé, dia após dia, sejam operários que trabalham a preço de banana ou lindas mulheres, dançarinas bem humoradas que fazem os outros rir. Elas também penam – e muito. Quem dá conta do vulcão de sentimentos dessa trupe de teatro burlesco que parte para turnê existencial pelas beiradas da França?

No enredo, Mathieu Amalric (007 Quantum of Solace, Um Conto de Natal) é Joachim, o agente e líder do grupo. Francês, emigrou para os Estados Unidos há muito, muito tempo. Nem sabemos quanto de tão distante. No filme, acompanhamos, na derradeira volta à França, o Jonathan que conhecemos buscando um Jonathan desconhecido para nós e uma figura distante para si próprio. Casado? Filhos? Amantes? Desafetos?

Quando as meninas chegam numa cidade, um repórter as entrevista. “O que é o Novo Burlesco?”. “É um show feito por mulheres e para as mulheres, nós nos expressamos. Os homens não mandam nada aqui”, responde a mais atrevida, de codinome Dirty Martine. “O que Joachim fazia antes disso?”, questiona a artista ao repórter. “Ah, ele era uma pessoa muito conhecida, tinha um programa de TV e…”. Conversa interrompida. Não temos o direito de saber quem era Joachim antes de Turnê começar.

O filme investe pesado na estrutura de enfocar o que está no quadro, o que a câmera nos mostra, mas manter um mundo acontecendo fora dela. A câmera é como os personagens: todos têm muito mais a revelar, mas cabe ao espectador puxar os fios necessários.

*Cine Click/Cine Arte Posto 4

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s